A Razão

Por que é Trenčín um “place of peace” (sítio da paz)

O conflito entre o rei da Boémia, João de Luxemburgo e o rei polaco, Kasimir III, tinha necessariamente de terminar .

Tratado de Trenčin foi concluído em 24 de Agosto de 1335 entre o rei Kasimir III da Polônia e o rei João da Boêmia, bem como seu filho Carlos IV.

Este Tratado consagrava a transferência da suserania sobre a antiga província polaca da Silésia para o Reino da Boémia, integrando os ducados da Silésia na Coroa da Boémia, enquanto o rei João e seu filho Carlos finalmente renunciaram às suas reivindicações do trono polaco, derivado de Premyslids. O acordo viria a ser confirmado, quando os governantes se reuniram no Congresso de Visigrado em Novembro de 1335.

Os tratados acordados na reunião dos três governantes no Castelo de Trenčin foram gradualmente assinados nas seguintes datas: 3 de Setembro de 1335, 19 de Novembro de 1335, 22 de Novembro de 1335, 26 de Novembro de 1335, 3 de Dezembro e 6 de Janeiro de 1336.

Posteriormente, os três reis, João de Luxemburgo (tcheco), Carlos Roberto (húngaro) e Kazimir III (polaco) reuniram-se em Visegrado, no rio Danúbio, atualmente na Hungria.

A 3 de Setembro de 1335 foi assinado o Tratado de Aliança Checo-Húngaro e os outros Tratados de Aliança foram assinados nos meses seguintes em Visegrado.

Um período de paz e prosperidade foi o principal resultado do Tratado de Trenčin.

O Tratado de Trenčin, como parte das Negociações da Tríplice Aliança de Visigrado, visava também a unificação do comércio, impostos e rotas comerciais. Portanto, esta Tripla Aliança foi uma miniatura precursora da futura União Europeia.

Ler mais e bibliografia: O Tratado de Trenčin de 1335 (pdf, 636kb)

O Castelo do Século XI – guardião da cidade

O Castelo de Trenčín domina a cidade e todo o Vale do Médio Váh (Považie), guardião das antigas rotas mercantis que ligavam a região do Mediterrâneo ao Báltico e ao norte da Europa.

No local onde o castelo hoje se ergue, durante a era da Grande Morávia, havia um baluarte, que servia como centro comunitário. O castelo contemporâneo foi construído no século XI como uma fortaleza fronteiriça para protecção do Vale do Váh e das importantes passagens dos Cárpatos, através das quais rotas mercantis ligavam o território do norte da Hungria e as cidades mineiras da Eslováquia com a Boémia, Morávia, Silésia e Polónia. Nos séculos que se seguiram, serviu de posto fronteiriço, condado real e mais tarde de residência aristocrática.

Trenčín, uma cidade cheia de história.

Os Quartéis do Castelo de Trenčín foram construídos como parte de uma grande estrutura de fortificação quando o castelo era propriedade da família Zápolya na primeira parte do século XVI. Serviram como acomodação para a guarnição militar do castelo mas também foram usados ​​como depósito de materiais militares: barris de pólvora para canhões, arcabuzes, mosquetes, alabardas, lanças, conjuntos completos ou partes de armaduras. O quartel foi usado para proteger a estrada de acesso da cidade para o castelo.

A parte mais antiga dos Quartéis é a muralha ocidental, ligando originalmente a Torre do Relógio ao Castelo Superior, cuja existência está relacionada com o processo de construção liderado por Matthew Csák. Este período gótico avançado pode ser datado na volta dos séculos XIII e XIV.

O período gótico tardio do início do século XVI já está relacionado à construção do próprio quartel. Nas primeiras décadas do século XVI, havia um prédio de dois andares com o tamanho do actual (36 x 10 x 17 m), adjacente à muralha do castelo. No passado, alguns autores afirmavam que o quartel havia sido construído como um prédio de três andares, mas um estudo recente não conseguiu provar esta teoria. O piso térreo era acessível através de um portal na fachada norte e naquela época o quartel tinha um terraço no telhado.

A terceira fase de construção (Gótico Tardio II) centrou-se essencialmente na construção adicional do terceiro andar, feito provavelmente após um assalto devastador ao castelo em 1528 ou, possivelmente, entre 1534-1550.

A quarta fase de construção remonta ao período do Renascimento, o que pode ser notado principalmente nos detalhes do edifício.

Actualmente, o primeiro e segundo andar são usados ​​para exposições. No primeiro andar, há uma exposição permanente chamada “Unconquered”. Consiste em duas partes. A parte histórica inclui armas brancas medievais e modernas e armas de fogo. A parte arqueológica é dedicada às descobertas feitas durante os trabalhos de levantamento arqueológico dos quartéis.

Como chegar

Localização

Trenčín é uma cidade no oeste da Eslováquia situada perto da fronteira com a Republica Checa. Fica a aproximadamente 120 km da capital – Bratislava. É o centro da região de Považie.

Trenčín encontra-se no centro de importantes conexões que incluem:

  • Autoestrada D1 (Bratislava – Žilina), a distância da capital é de 124 km, uma hora de carro.
  • Estrada E50 – ligação a Brno (República Checa)
  • Ferrovia Bratislava – Košice, parte do corredor internacional pan-europeu Baltico – Adriático
  • Aeroportos: Trenčín possui um aeroporto militar local e os aeroportos internacionais mais próximos são o de Bratislava (124 km) e o de Viena (170 km)

a carregar o mapa - aguarde por favor...

Trencin: 48.894624, 18.044851

O Que Comer

Descubra as delícias de Trenčín

A comida da região de Trenčín é saudável, típica de um país com fortes raízes rurais. É baseada em carne (especialmente carne de porco), batatas, bolinhos, molhos grossos e queijos. Os legumes também são usados, nomeadamente o repolho, geralmente na forma de repolho avinagrado. As saladas não são tradicionais mas podem ser em restaurantes nas cidades maiores. Experimente as sopas ou os aperitivos de carne e queijo. O almoço é tradicionalmente a maior refeição do dia, sendo o jantar uma refeição mais leve.

A comida nacional eslovaca mais típica é o Bryndzové Halušky com bacon. É confeccionado com massa de batata misturada com um tipo especial de queijo de ovelha (bryndza) que pode ser encontrado nas chamadas casas de pastores ou chalés de montanha. O prato é coberto por bacon frito e um pouco da gordura. O Bryndzové Halušky é geralmente acompanhado com manteiga ou leite acidificado. Todos os anos, na aldeia montanhosa de Turecká, no sopé das montanhas Veľká Fatra, os fans do Bryndzové Halušky encontram-se num campeonato europeu para cozinhar e consumir este prato – uma curiosidade notável da Eslováquia.

Pirohy (pierogi) são recheados com todos os tipos de recheios. Há Pirohy de carne, de puré de batatas, requeijão, cebola ou até mesmo com doces. Mas um dos tipos que certamente encontrará nas suas viagens pela Eslováquia é o Bryndzové Pirohy, recheado com queijo de ovelha eslovaco especial, o bryndza, que também é usado para fazer o prato nacional eslovaco, Bryndzové Halušky.

As tortas de sementes de papoila são uma iguaria que se pode em toda a Europa Central e Oriental.

O Que Fazer

Mantenha-se activo em Trenčín

  • Revele os segredos de Trenčín

  • Assista a um evento na Sinagoga Judaica

  • Descubra a arte de Trencin na Galeria Miloš Alexander Bazovský

  • Dance no Festival de Pohoda

  • O Museu de Trenčín exibe a história da cidade através de apresentações históricas, arqueológicas, etnográficas e naturais. O Castelo de Trenčín, que faz parte do Museu de Trenčín, alberga as seguintes exposições: a colecção de pinturas da família Ilešházy, as exposições do poço do castelo e a exposição arqueológica na rotunda. Ao Museu de Trenčín pertencem também a exposição da Casa do Carrasco e a exposição sacra na Casa Charnel de São Miguel em Trenčín.
  • Durante o reinado de Matúš Čák Trenčiansky no século XIV várias famílias judaicas viveram em Trenčín. O ponto mais alto da comunidade local deu-se no século XVII, quando os refugiados judeus vindos de Uherský Brod, na Morávia (República Checa), aumentaram consideravelmente. Hoje, a Sinagoga Judaica, construída em 1913, é utilizada para a realização de várias actividades culturais.
  • A Galeria Miloš Alexander Bazovský está localizada num edifício pseudo Barroco dos finais do século XIX, princípios do século XX. Uma exposição permanente mostra as obras do artista e várias exposições de arte contemporânea de artistas eslovacas e internacionais são organizadas aqui. A Galeria também oferece educação artística para crianças, estudantes e pensionistas.
  • Pohoda é um festival de música de verão ao ar livre, organizado pela primeira vez em 1997 em Trenčín. É o maior evento musical anual da Eslováquia e realiza-se no espaço do Aeroporto Militar de Trenčín. A actual alta recorde de público é de 33.000 pessoas/dia no ano de 2009. Desde 2010, a capacidade do festival é limitada a 30.000 visitantes.

Onde Ficar

Descanse depois da visita

Pensão Accom

Localização
Hurbanová, 44
911 01 Trenčín

Contactos
Telefone: +421 (0)32 744 6641
Telemóvel:+ 421 (0)905 556 874; + 421 (0)908 664 401
E-Mail: info@penzionaccom.sk
Internet: penzionaccom.sk

Pensão Pod Hradom

Localização

Matúšova ul. 12/68
911 01 Trenčín

Contactos
Telefone:  +421 32 748 17 01; +421 32 748 17 00
Fax: +421 32 748 17 03

E-Mail: podhradom@podhradom.sk
Internet: podhradom.sk

Hotel Pod Hradom

Localização

Matúšova ul. 12/68
911 01 Trenčín

Contactos
Telefone:  +421 32 748 17 01; +421 32 748 17 00
Fax: +421 32 748 17 03

E-Mail: podhradom@podhradom.sk
Internet: podhradom.sk

Grand Hotel

Localização
Palackého 3477
911 01 Trenčín

Contactos
Telefone: +421 32 743 43 53; +421 32 743 43 54
Fax: +421 32 743 43 55
E-Mail: info@grand-hotel.sk
Internet: grand-hotel.sk

Informação Útil

Tome nota desta importante informação

  • Endereço

    TREUM OZ
    Dubová 2
    911 01 Trenčín
    Eslováquia

  • Telefone

    +421 902 911 265