O Município de Kaynardzha (Bulgária) comemorou o Dia Internacional da Paz , último 21 Setembro, com uma exposição de desenhos executados pelos alunos das escolas do Município sob o tema da Paz e sob os auspícios da ENPP.
O Município de Kaynardzha é membro da ENPP desde 2015 e ali foi assinado o conhecido Tratado de Paz Kyuchyuk- Kaynardzha que pôs fim à Guerra Russo-Turca de 1768/1774.
Apesar do tema principal da exposição ser a Paz, os alunos das escolas de Kaynardzha usaram nos seus desenhos muitos elementos ligados à conservação da natureza, estabelecendo significativamente uma relação entre os dois temas – Natureza e Paz.

O Município de Viana do Alentejo, membro da ENPP, é o município português que mais investe em cultura, de acordo com um estudo da responsabilidade da Fundação Francisco Manuel dos Santos.

De acordo com este estudo baseado em dados de 2017, o Município de Viana do Alentejo investe 34% do seu orçamento anual em cultura (a administração central investe apenas 0,2%) o que corresponde a um montante de 391 € por habitante, o que o coloca na frente do ranking de todos os municípios portugueses.

O Município de Viana do Alentejo tem tido ao longo dos últimos anos uma política cultural sustentada na salvaguarda do seu património material e imaterial de que se destacam a inscrição do Fabrico de Chocalhos na Lista de Salvaguarda da UNESCO em 2015 e a recuperação e utilização pública do Paço dos Henriques local onde foi assinado o importante Tratado de Alcáçovas (1479) que pôs fim à Guerra de Sucessão de Castela e abriu as portas para a expansão marítima dos dois países ibéricos.

Foi neste local que, em 2017, foi realizado o 10º. Encontro Europeu da ENPP.

Atenta ao Património construído da sua região, a  Associação de Promoção do Castelo de Altranstädt (Alemanha) inaugura no próximo 5 de Maio naquele castelo uma exposição sob o tema “100 Anos Bauhaus – A Casa dos Corvos em Zwenckau” em 5 de maio.

A Casa dos Corvos em Zwenckau, perto de Leipzig, é o único edifício do mundo que foi construído pelos dois grandes impulsionadores da Bauhaus, Adofl Rading e Oskar Schlemmer.

Trata-se de um edifício residencial de três andares considerado como um dos principais monumentos culturais da modernidade na Alemanha Central e o seu especial valor reside no design artístico de interiores totalmente da responsabilidade do pintor Oskar Schlemmer, da Bauhaus. Em termos internacionais, este edifício é correntemente descrito como um ícone do modernismo e um dos últimos destaques do Novo Edifício da República de Weimar, na Alemanha.

Fundada em 1919 na Alemanha, no período da República de Weimar, a escola Bauhaus foi uma das maiores e mais importantes expressões do chamado „Modernismo no Design e na Arquitetura“, sendo a primeira escola de design do mundo com grande impacto no desenvolvimento das artes e da arquitetura do ocidente europeu, e também dos Estados UnidosIsrael e Brasil nas décadas seguintes.

Quase que por milagre o edifício de Zwenckau, construído em 1930 sob forte resistência por parte das autoridades da época,  sobreviveu incólume quer ao período do Nacional-Socialismo quer ao período da RDA.

O Presidente do ENPP, Eduardo Basso, reuniu-se no dia 20 de Fevereiro com o Presidente da Câmara Municipal de Vasvár, Sr. Toth Balázs, na sede deste município húngaro, membro da ENPP e da Rota dos Sítios da Paz.
Durante o encontro foram discutidos temas relacionados com o desenvolvimento local da Rede e com o actual processo de certificação da Rota dos Sítios da Paz como Rota Cultural do Conselho da Europa.
Após a reunião, o Presidente da ENPP visitou a Casa da Paz e o Museu de Vasvár, também acompanhado pelo Diretor do Museu, Sr. Zágorhidi Czigány Balázs.

Pelo sétimo ano consecutivo, a cidade de Zadar, Croácia, comemorou no dia 18 de Fevereiro último o aniversário da assinatura do seu Tratado de Paz no mesmo local onde há 661 anos foi assinado – o Mosteiro de São Francisco.
As comemorações, organizadas pelo Município de Zadar, membro da ENPP desde 2012, pelo Museu da Escola Primária “Ilhas de Zadar” e pelo Mosteiro de St. Francis, decorreram num ambiente de grande alegria e de apelo à paz e contaram com a participação jovial de vários grupos de alunos desta escola primária e de grupos representativos da música e do folclore tradicional croata.
Após uma saudação de boas-vindas por parte dos responsáveis do Mosteiro, a vereadora do Município de Zadar, Ms. Jagoda Surac e Eduardo Basso, Presidente da ENPP, transmitiram ao inúmero público presente as razões da importância desta Comemoração bem como ao envolvimento da cidade de Zadar nas actividades da ENPP e da Places of Peace Route. O Prof. Dr. Ante Bralic, chefe do Departamento de História da Universidade de Zadar e membro do Conselho Científico da Places of Peace Route referiu no seu discurso as condições em que o Tratado de Zadar foi assinado e as suas consequências positivas para a cidade de Zadar e para o povo croata.

O Presidente of ENPP, Eduardo Basso que acompanhou estas Comemorações pela primeira teve ainda oportunidade de visitar a Escola Primária “Ilhas de Zadar” e o seu Museu dedicado ao tema “Património e Cultura de Paz” bem como de realizar um almoço de trabalho com a Deputy Mayor, Ms. Jagoda Surac, durante o qual foram abordados temas como o desenvolvimento local da Rede em Zadar e o corrente processo de certificação da Places of Peace Route como Rota Cultural do Conselho da Europa.

A Associação para a Promoção do Castelo de Altranstädt (Alemanha), membro da ENPP, foi distinguida com o prémio “Com alma e coração para a Saxónia” pelo seu trabalho de voluntariado em prol da recuperação e animação daquele importante monumento histórico alemão, no qual foi assinada a chamada “Paz de Altranstädt” durante a Grande Guerrra do Norte (1700-1721) entre o Império Tzarista Russo e o Reino da Suécia.

O prémio (“Mit Herzblut für Sachsen” , em alemão) foi entregue à Associação no dia 1 de Dezembro pelo Ministro Presidente do Estado Federal da Saxónia, Sr. Michael Kretschmer.
A obtenção dfeste galardão foi recebida com muito entusiasmo pelo membros da Associação que manifestaram a sua vontade de continuar este trabalho, dentro da Alemanha e no âmbito da Rede Europeia de Sítios da Paz.

A Associação para a Promoção do Castelo de Altranstädt (Alemanha), membro da ENPP, comemoraram no passado dia 11 de Novembro o 100º aniversário do fim da 1ª Grande Guerra Mundial.

Os membros da associação reuniram-se na praça projectada frente ao Memorial da 1ª Guerra Mundial e guardaram um minuto de silêncio em memória de todas as vítimas deste conflito mundial do primeiro quartel do século XX.

Num breve discurso o Presidente da Associação, Hellmuth Matthes destacou a importância de todos os esforços conjuntos para a preservação da Paz e considerou que a European Network of Places of Peace é uma pedra angular com vista à compreensão das pessoas para continuar esta tarefa histórica.

O tratado de Passarowitz (hoje, Pozarevác, República da Sérvia) foi concluído há 300 anos em 1718, após as vitórias militares da Monarquia de Habsburgo contra o Império Otomano que originalmente iniciou a guerra na República de Veneza. Após a primeira comemoração na Universidade Michel Montaigne em Bordeaux, em Junho passado, outra conferência internacional foi realizada pelo Instituto de História da Academia Húngara de Ciências, em Budapeste, em 27-28 de Setembro.

Os documentos apresentados pelos participantes que vieram da Hungria, França. Turquia, Polónia, Roménia, Áustria e Sérvia enfatizaram a importância de ambos os tratados concluídos ao mesmo tempo. O actual tratado de paz refletia a situação militar, libertando todo o território do antigo Reino da Hungria da ocupação otomana, mas deixando a região da Morea sob a autoridade veneziana e dos turcos.

Além dos aspectos diplomáticos das negociações, os palestrantes também ressaltaram que o destino de Ferenc II Rákóczi e seus companheiros emigrantes também foi selado pelo tratado de Passarowitz. O segundo tratado dizia respeito ao comércio e dava à Monarquia de Habsburgo os mesmos privilégios que só haviam sido concedidos à França no período anterior. Os participantes concluíram que, devido aos seus resultados políticos e comerciais, o tratado de paz de Passarowitz deve ser considerado tão importante quanto os Tratados de Westphalia e Utrecht.

A organização das Comemorações dos 300 Anos do Tratado de Paz de Passarowitz contou com a participação do Prof. Dr. Tóth Ferenc, membro da Academia Húngara de Ciências e também membro do Conselho Científico da Places of Peace Route (Rota dos Sítios da Paz).

 

A cidade alemã de Bautzen (Saxónia) é o mais recente membro da ENPP, representado pela associação STEINHAUS, e.V. que trabalha em estreita colaboração com o município local.

A cidade de Bautzen está localizada na Saxónia, na Alemanha, tem cerca de 40.000 habitantes e em Janeiro de 1018 foi assinado na cidade um Tratado de Paz entre o Sacro Império Romano e a Polónia. Durante todo este ano de 2018, a cidade realizou uma grande variedade de eventos culturais e científicos em  comemoração dos 1.000 anos deste Tratado de Paz.

 

DELEGAÇÃO DE ENPP VISITOU BAUTZEN

No dia 28 de setembro, pela manhã, uma delegação da ENPP composta por seu Presidente, Eduardo Basso, o Vice-Presidente, Ulf Müller, o Presidente da AG, Hellmuth Matthes visitou a cidade tendo sido recebidos pelo Diretor da Associação STEINHAUS, e.V. Bautzen, o Sr. Torsten Wiegel e onde teve a oportunidade de saber mais sobre a sede e as actividades desta associação. Durante a reunião com o Sr. Torsten Wiegel, também foram discutidos vários assuntos relacionados com a adesão da cidade e a sua integração na Rota dos Sítios da Paz.

A delegação da ENPP também foi recebida pelo Presidente da Câmara  de Bautzen, sr. Alexander Ahrens, que, num gesto de grande hospitalidade, conduziu ele próprio uma visita guiada ao edifício da Câmara Municipal bem como a todo o Centro Histórico da cidade.

A Associação para a Promoção do Castelo de Altranstädt, na Alemanha comemorou o Dia do Monumento Aberto com a realização de vários eventos que atrairam inúmeros visitantes ao local onde em 24 de Setembro de 1706 foi assinada uma Paz intermédia durante a Grande Guerra do Norte (1700-1721) entre Augusto II, o Forte e Karl XII, da Suécia, conhecida como „Paz de Altranstädt“.

O dia começou precisamente com uma recriação histórica do dia da assinatura deste Tratado, a cargo de uma associação da cidade de Dresden especializada em eventos históricos: chegada dos reis ao Castelo, cerimónia de assinatura do Tratado e participação num evento religioso na Igreja anexa ao Castelo onde foi proferido um sermão relacionando a visita dos reis a Altranstädt com o dia do Monumento Aberto que então se comemorava.

Depois de assistirem a esta recriação histórica, os inúmeros visitantes tiveram oportunidade de realizar visitas guiadas ao Castelo, individuais ou em grupo que lhe permitiram conhecer a história deste importante monumento bem como dos eventos históricos que nele tiveram lugar e de provar as iguarias preparadas especialmente para este dia pelos membro da Associação para a Promoção do Castelo de Altranstädt.

Um concerto de música e canto pelo agrupamento “Altranstädter Dorfmusikanten” foi o final perfeito para um verdadeiro „Dia Real do Monumento Aberto“.