O Município de Vasvár, membro da ENPP, organiza todos os anos no mês de agosto o „Dia da Paz” em memória do tratado de paz assinado em 10 de agosto de 1664, após a vitória sobre as forças do exército otomano-turco. O Dia da Paz deste ano foi realizado em 15 de agosto de 2020.

O objetivo deste evento foi apresentar o tratado de paz e suas implicações históricas ao público em geral com programas culturais e de entertenimento para todos.

Todos os  que compareceram na Praça daquela cidade foram saudados pelo Sr. Tóth Balázs, Presidente da Câmara de Vasvár, que fez o anúncio dos resultados do concurso de vinhos  a que se seguiu a  cerimónia de prémios deste ano. Nesse grande dia, o vinho jorrou da fonte da cidade.

Depois de um brinde na praça principal, os participantes deslocaram-se para o páteo  da vizinha Casa da Paz onde se realizaram concerto musicais, teatro de fantoches para crianças e visitas guiada às exposições permanentes de artes plásticas patentes na Casa da Paz. O Dia da Paz terminou com um espectáculo pirotécnico deslumbrante, com muito sucesso e muito boas experiências.

O tratado de paz assinado em Vasvár tem um grande significado na vida da cidade e seu povo tem muito orgulho de poder herdar o local onde foi assinado um tratado de paz tão importante e de comemorar ano após ano este significativo evento.

 

Organizadas de dois em dois anos desde 2006 pela Liga dos Amigos do Castelo de Hubertusburg, membro fundador da ENPP,  as “Tertúlias da Paz” voltam no próximo 19 de Setembro ao Castelo de Hubertusburg (Saxónia, Alemanha), local onde foi assinado um dos mais importantes Tratados de Paz com que terminou a conhecida “Guerra dos Sete Anos”.

Subordinadas ao tema geral “30 anos de unidade alemã – maldição ou bênção?“, o evento deste ano concentra num só dia 3 momentos distintos:

A partir das 10 horas, na Capela Católica anexa ao Castelo de Hubertusburg, realizar-se-à um “Encontro pela Paz”, apresentado por Ulf Müller, membro da Direcção daquela Associação alemã e Vice-Presidente da ENPP, o qual reunirá representantes de 6 confissões religiosas diferentes que farão declarações sobre o papel da diversidade da fé e do intercâmbio espiritual na construção da paz.

A partir das 11,30 horas, serão entregues os prémios do “Prémio Jovem da Paz” que atinge este ano a sua 6ª. Edição duma iniciativa que incentiva os jovens alemães a produzirem trabalhos literários, escultórios e de pintura sobre o tema da “Paz”. A apresentação destes prémios bem como desta edição das Tertúlias da Paz estará a cargo do Presidente da Liga dos Amigos do Castelo de Hubertusburg, Dr. Wolfgang Kohler e do Presidente da Câmara de Wermsdorf, Matthias Müller, seguindo-se uma visita à exposição dos trabalhos premiados.

Após o almoço, iniciam-se as “Tertúlias da Paz”, na sala oval do Castelo, sob moderação da Dra. Ine Dippmann, estando previstas intervenções de Werner Rellecke, do Centro Estatal da Saxônia para a Educação Política, Michael Kretschmer, Primeiro Ministro do Estado Livre da Saxônia, Tobias Hollitzer, Membro do Conselho do Comité de Cidadãos da cidade de Leipzig, Dra. Judith Enders, membro do conselho directivo da Associação”Perspectiva Hoch 3″ e Henning Homann, membro do Parlamento do Estado Livre da Saxónia.

As “Tertúlias da Paz” terminarão com um debate entre os discursantes e o público sobre o tema escolhido para este ano.

Completam-se hoje 541 anos da assinatura a 4 de setembro de 1479, no Paço dos Henriques, em Alcáçovas (Portugal), do Tratado de Paz entre as coroas de Castela e Portugal que pôs fim à Guerra da Sucessão do Reino de Castela. Este importante tratado foi também responsável por definir pela primeira vez as áreas de influência de expansão territorial, económica e cultural das duas coroas ibéricas, quinze anos mais tarde consolidada com a assinatura do conhecido Tratado de Tordesilhas.

Pelo Tratado de Alcáçovas foi traçada uma linha imaginária ao nível do paralelo 27, a qual definiu a divisão do domínio dos mares entre as duas Coroas Ibéricas: a norte para a coroa espanhola e a sul para a coroa portuguesa. Espanha recebeu as ilhas Canárias enquanto Portugal obteve reconhecimento do domínio sobre a ilha da Madeira, o arquipélago dos Açores, o de Cabo Verde e a Costa da Guiné.

Para assinalar o aniversário da assinatura deste Tratado histórico, o Município de Viana do Alentejo, Portugal (Membro da ENPP e sede do concelho a cujo território pertence hoje a vila de Alcáçovas) organiza durante este mês de Setembro um ciclo de quatro conferências que terão lugar no Paço dos Henriques, local onde foi negociado e assinado o Tratado e que sofreu importantes obras de recuperação e beneficiação desde 2016 até hoje.

 

Este ciclo inicia-se precisamente hoje, pelas 17 horas,  com uma conferência subordinada ao tema “Revisitar Alcáçovas – Toledo. Novas perspetivas de abordagem à documentação diplomática do tratado, proferida pela Doutora Maria Barreto Dávila, do Centro de Humanidades da Universidade Nova de Lisboa (CHAM).

 

Este ciclo de conferências terminará em 26 de setembro e poderá ser acompanhado online  através de transmissões em direto no Facebook do Município.

Os membros da Associação para a Promoção do Castelo de Altranstädt (Förderverein Schloß Altranstädt e.V.), na Alemanha, membro fundador da ENPP, distribuíram pela população local mais de 200 máscaras comunitárias produzidas pelos seus próprios meios.

As máscaras foram totalmente costuradas pelas senhoras que são membros da Associação e todas elas foram identificadas com o nome e o logotipo da Associação.

A Associação para a Promoção do Castelo de Altranstädt é uma associação sem fins lucrativos fundada com o objectivo de restaurar este Castelo situado no Município de Markransträdt (Leipzig) e no qual foi assinada a chamada “Paz de Altranstädt” em 24 de Setembro de 1706 e que reintroduziu a liberdade religiosana região da Saxónia, após a Contra-Reforma.

A distribuição de máscaras é um pequeno gesto de solidariedade mas que nesta situação de pandemia COVID-19 assume particular significado.

O Município de Kaynardzha (Bulgária) comemorou o Dia Internacional da Paz , último 21 Setembro, com uma exposição de desenhos executados pelos alunos das escolas do Município sob o tema da Paz e sob os auspícios da ENPP.
O Município de Kaynardzha é membro da ENPP desde 2015 e ali foi assinado o conhecido Tratado de Paz Kyuchyuk- Kaynardzha que pôs fim à Guerra Russo-Turca de 1768/1774.
Apesar do tema principal da exposição ser a Paz, os alunos das escolas de Kaynardzha usaram nos seus desenhos muitos elementos ligados à conservação da natureza, estabelecendo significativamente uma relação entre os dois temas – Natureza e Paz.

O Município de Viana do Alentejo, membro da ENPP, é o município português que mais investe em cultura, de acordo com um estudo da responsabilidade da Fundação Francisco Manuel dos Santos.

De acordo com este estudo baseado em dados de 2017, o Município de Viana do Alentejo investe 34% do seu orçamento anual em cultura (a administração central investe apenas 0,2%) o que corresponde a um montante de 391 € por habitante, o que o coloca na frente do ranking de todos os municípios portugueses.

O Município de Viana do Alentejo tem tido ao longo dos últimos anos uma política cultural sustentada na salvaguarda do seu património material e imaterial de que se destacam a inscrição do Fabrico de Chocalhos na Lista de Salvaguarda da UNESCO em 2015 e a recuperação e utilização pública do Paço dos Henriques local onde foi assinado o importante Tratado de Alcáçovas (1479) que pôs fim à Guerra de Sucessão de Castela e abriu as portas para a expansão marítima dos dois países ibéricos.

Foi neste local que, em 2017, foi realizado o 10º. Encontro Europeu da ENPP.

Atenta ao Património construído da sua região, a  Associação de Promoção do Castelo de Altranstädt (Alemanha) inaugura no próximo 5 de Maio naquele castelo uma exposição sob o tema “100 Anos Bauhaus – A Casa dos Corvos em Zwenckau” em 5 de maio.

A Casa dos Corvos em Zwenckau, perto de Leipzig, é o único edifício do mundo que foi construído pelos dois grandes impulsionadores da Bauhaus, Adofl Rading e Oskar Schlemmer.

Trata-se de um edifício residencial de três andares considerado como um dos principais monumentos culturais da modernidade na Alemanha Central e o seu especial valor reside no design artístico de interiores totalmente da responsabilidade do pintor Oskar Schlemmer, da Bauhaus. Em termos internacionais, este edifício é correntemente descrito como um ícone do modernismo e um dos últimos destaques do Novo Edifício da República de Weimar, na Alemanha.

Fundada em 1919 na Alemanha, no período da República de Weimar, a escola Bauhaus foi uma das maiores e mais importantes expressões do chamado „Modernismo no Design e na Arquitetura“, sendo a primeira escola de design do mundo com grande impacto no desenvolvimento das artes e da arquitetura do ocidente europeu, e também dos Estados UnidosIsrael e Brasil nas décadas seguintes.

Quase que por milagre o edifício de Zwenckau, construído em 1930 sob forte resistência por parte das autoridades da época,  sobreviveu incólume quer ao período do Nacional-Socialismo quer ao período da RDA.

O Presidente do ENPP, Eduardo Basso, reuniu-se no dia 20 de Fevereiro com o Presidente da Câmara Municipal de Vasvár, Sr. Toth Balázs, na sede deste município húngaro, membro da ENPP e da Rota dos Sítios da Paz.
Durante o encontro foram discutidos temas relacionados com o desenvolvimento local da Rede e com o actual processo de certificação da Rota dos Sítios da Paz como Rota Cultural do Conselho da Europa.
Após a reunião, o Presidente da ENPP visitou a Casa da Paz e o Museu de Vasvár, também acompanhado pelo Diretor do Museu, Sr. Zágorhidi Czigány Balázs.

Pelo sétimo ano consecutivo, a cidade de Zadar, Croácia, comemorou no dia 18 de Fevereiro último o aniversário da assinatura do seu Tratado de Paz no mesmo local onde há 661 anos foi assinado – o Mosteiro de São Francisco.
As comemorações, organizadas pelo Município de Zadar, membro da ENPP desde 2012, pelo Museu da Escola Primária “Ilhas de Zadar” e pelo Mosteiro de St. Francis, decorreram num ambiente de grande alegria e de apelo à paz e contaram com a participação jovial de vários grupos de alunos desta escola primária e de grupos representativos da música e do folclore tradicional croata.
Após uma saudação de boas-vindas por parte dos responsáveis do Mosteiro, a vereadora do Município de Zadar, Ms. Jagoda Surac e Eduardo Basso, Presidente da ENPP, transmitiram ao inúmero público presente as razões da importância desta Comemoração bem como ao envolvimento da cidade de Zadar nas actividades da ENPP e da Places of Peace Route. O Prof. Dr. Ante Bralic, chefe do Departamento de História da Universidade de Zadar e membro do Conselho Científico da Places of Peace Route referiu no seu discurso as condições em que o Tratado de Zadar foi assinado e as suas consequências positivas para a cidade de Zadar e para o povo croata.

O Presidente of ENPP, Eduardo Basso que acompanhou estas Comemorações pela primeira teve ainda oportunidade de visitar a Escola Primária “Ilhas de Zadar” e o seu Museu dedicado ao tema “Património e Cultura de Paz” bem como de realizar um almoço de trabalho com a Deputy Mayor, Ms. Jagoda Surac, durante o qual foram abordados temas como o desenvolvimento local da Rede em Zadar e o corrente processo de certificação da Places of Peace Route como Rota Cultural do Conselho da Europa.

A Associação para a Promoção do Castelo de Altranstädt (Alemanha), membro da ENPP, foi distinguida com o prémio “Com alma e coração para a Saxónia” pelo seu trabalho de voluntariado em prol da recuperação e animação daquele importante monumento histórico alemão, no qual foi assinada a chamada “Paz de Altranstädt” durante a Grande Guerrra do Norte (1700-1721) entre o Império Tzarista Russo e o Reino da Suécia.

O prémio (“Mit Herzblut für Sachsen” , em alemão) foi entregue à Associação no dia 1 de Dezembro pelo Ministro Presidente do Estado Federal da Saxónia, Sr. Michael Kretschmer.
A obtenção dfeste galardão foi recebida com muito entusiasmo pelo membros da Associação que manifestaram a sua vontade de continuar este trabalho, dentro da Alemanha e no âmbito da Rede Europeia de Sítios da Paz.