O professor Doutor DIOGO FREITAS DO AMARAL morreu hoje em Lisboa, no Hospital onde estava internado há vários dias e vítima de doença prolongada.
O desaparecimento do Prof. Dr. Diogo Freitas do Amaral é uma grande perda para a ENPP, porque desde que em 2007 iniciámos este projeto, sempre contámos com o seu apoio, força e entusiasmo e a sua participação ativa, genuína e gratuita em muitos dos momentos que marcaram a ainda pequena história de nossa Associação, entre as quais destacamos sua presença e a conferência que ele deu no dia da constituição oficial da ENPP em 28 de Maio de 2010, bem como o importante papel que desempenhou no processo de candidatura da Rota dos Locais da Paz (Places of Peace Route) a Rota Cultural do Conselho da Europa, em particular na preparação de um parecer extremamente importante para defesa da Rota e dos seus princípios.

O Prof. Dr. Diogo Freitas do Amaral era membro associado da Rede Europeia de Sítios de Paz (ENPP)(http://placesofpeace.eu/a-rede/membros-associados/?lang=pt-pt).

A ENPP já enviou as suas profundas condolências à família do Prof. Dr. Diogo Freitas do Amaral e estará representada no seu funeral.

Numa organização conjunta da Junta de Freguesia de Évora Monte e do Município de Estremoz com o apoio da Direcção Regional de Cultura do Alentejo, Évora Monte comemorou no dia 25 de Maio os 185 Anos da Assinatura da Convenção que pôs fim à Guerra Civil Portuguesa da primeira metade do século XIX.

As Comemorações iniciaram-se pelas 15 horas com uma arruada pela Banda da Sociedade Filarmónica Veirense a que se seguiu uma visita às recentemente recuperadas instalações da casa onde a Convenção foi assinada em 26 de maio de 1834 – a Casa da Convenção onde se encontrava patente uma exposição indicativa do que será num futuro breve o Centro de Interpretação da Convenção de Évora Monte. Durante esta visita foi anunciada pelo Município de Estremoz a aprovação pelo Turismo de Portugal da candidatura apresentada por esta autarquia, a qual permitirá financiar a instalação deste Centro de Interpretação.

Na Torre/Paço de Évora Monte, o Dr. Hugo Guerreiro, Historiador e Director do Museu Municipal de Estremoz proferiu uma palestra sob o tema “Apontamentos sobre a Convenção de Évora Monte” na qual considerou que a Convenção é o “principal elemento identitário  de Évora Monte” apresentando para tal uma lista probatória na qual incluiu o facto da rede internacional ENPP (Sítios da Paz) ter a sua sede nesta vila portuguesa.

As Comemorações terminaram com um Concerto pela Banda da Sociedade Filarmónica de Veiros, na Torre/Paço de Évora Monte.

Ontem, dia 21 de Fevereiro faleceu de forma súbita João Carlos Chouriço, Vice-Presidente e Vereador da Câmara Municipal de Estremoz, o concelho a que pertence Évora Monte, no período de 2005 a 2009.
João Carlos Chouriço foi um apoiante incondicional do processo de constituição da Rede Europeia de Sítios da Paz quer pessoalmente quer enquanto Vereador da Cultura daquele Município tendo sido o principal mentor do Protocolo estabelecido nessa altura entre o Município de Estremoz e a LACE (Liga dos Amigos do Castelo de Évora Monte) que se revelou uma peça importante nos primeiros passos da nossa Rede, tendo participado em vários eventos que deram origem ao surgimento da Rede, nomeadamente na edição de 2008 das Tertúlias da Paz do Castelo de Hubertusburgo (Alemanha) e no 1º. Encontro Europeu da Rede realizado em Maio de 2009 em Évora Monte, Portugal.
A acção de João Carlos Chouriço assumiu tão grande importância que nós poderemos mesmo dizer que sem a sua ajuda e apoio provavelmente não existiria hoje a ENPP ou, pelo menos, não teria o desenvolvimento que presentemente tem.
Por isso, nós dizemos: Obrigado, João Carlos, e endereçamos a toda a sua família os nossos mais sentidos pêsames.